Quem somos

Fundo

O Conselho de coordenação da África Austral (SATUCC) é uma organização sindical regional que representa todas as principais federações sindicais da comunidade de desenvolvimento da África Austral (SADC). A SATUCC foi criada em março de 1983 em Gaborone, Botsuana, logo após a formação da conferência de coordenação da África Austral (SADCC), que mais tarde se transformou na Comunidade de desenvolvimento da África Austral (SADC).  A ideia principal era formar um forte órgão sindical regional que pudesse desempenhar um papel na luta de libertação política e influenciar a política a nível regional a favor dos trabalhadores. Hoje a SATUCC e é a única Confederação regional representativa formalmente reconhecida de sindicatos com um estatuto especial na SADC.

Em poucas palavras, a intenção por trás da formação da SATUCC era fortalecer a solidariedade entre os sindicatos na sub-região e, especificamente, dar voz às questões laborais a nível regional. SATUCC é a plataforma para o trabalho que fornece fóruns para os sindicatos e os trabalhadores geralmente para engajar e influenciar as políticas nacional e regionalmente através da participação ativa e efetiva de federações nacionais da filial.   Desde o início, a SATUCC assumiu um alto perfil político, relatando as condições econômicas, políticas e trabalhistas, direitos humanos e sindicais e tentando influenciar as políticas da comunidade de desenvolvimento da África Austral (SADC). Uma dessas grandes conquistas é a carta dos direitos sociais fundamentais na SADC adotada em 2003, iniciada pela SATUCC e suas afiliadas. Actualmente, a SATUCC tem 18 filiais em 13 Estados membros da SADC com uma adesão combinada de 7,2 milhões homens e mulheres trabalhadoras.

Objectivos e objetivos

Visa:

Unir as pessoas trabalhadoras e os pobres e surdos na luta para libertar a África Austral da exploração, da injustiça e da opressão através do fornecimento de uma plataforma dinâmica, inclusiva e sustentável para influenciar a política regional a favor do trabalho populações e os pobres.

Objectivos:

  1. Construir e dar liderança a um movimento sindical democrático e independente na África Austral
  2. Coordenar e reforçar as actividades sindicais na região para uma maior unidade de classe trabalhadora regional e solidariedade
  3. Para avançar, promover e defender os direitos humanos e sindicais, bem como as liberdades fundamentais consagrados no Tratado da SADC, cartas e protocolos, a Carta Africana dos direitos humanos e dos povos, a declaração da organização internacional do trabalho (OIT) sobre Princípios e direitos fundamentais no trabalho e seu acompanhamento e a Declaração Universal dos direitos humanos das Nações Unidas (ONU)
  4. Desenvolver e apoiar campanhas regionais de equidade económica, social e política e de Justiça através da integração orientada por pessoas
  5. Participar e envolver-se com a agenda de desenvolvimento e integração da SADC de forma a proteger e avançar os interesses da classe trabalhadora e da sociedade em geral
  6. Avançar e apoiar activamente a causa dos sectores vulneráveis na África Austral – mulheres, migrantes, idosos, crianças, desempregados, trabalhadores na economia informal, etc.
  7. Envolver-se no processo de desenvolvimento com especial ênfase no desenvolvimento rural e na assistência aos trabalhadores migrantes
  8.  Participar ativamente e apoiar o sindicato regional, continental e internacional e os movimentos sociais

VISÃO e missão

Visão

UM auto-dependente, próspero, democrático e pessoas orientadas região sul africano livre de opressão, exploração e pobreza

Missão

Construir um forte movimento sindical democrático através da unidade e da solidariedade na África Austral para contribuir para uma maior equidade económica, social e política e justiça para todos os cidadãos na região da SADC, no continente e internacionalmente.